top of page

Recent Posts

Archive

Tags

No tags yet.
  • Writer's pictureMessina Clinic

Doenças Mais Comuns Durante a Temporada de Verão


Doenças Mais Comuns Durante a Temporada de Verão Messina Clinic

Mais conhecido como verão, esse é o período em que as pessoas costumam ir à praia ou a estabelecimentos comerciais e gastronômicos climatizados para fugir do calor.

Durante esta estação, certas doenças são mais comuns devido ao aumento das temperaturas que podem atingir níveis perigosos. Também é ideal para alguns patógenos prosperarem e se espalharem nessas condições climáticas. As doenças de verão variam com olhos doloridos a problemas de pele e asma - e a lista continua. Os problemas de saúde decorrentes dessas doenças não devem ser ignorados, nem devem impedir ninguém de ter um verão relaxante.

Um guia para as 10 doenças de verão mais comuns


A estação mais quente do ano é também uma época em que ocorrem várias doenças por conta do clima quente. Aqui estão algumas doenças/infecções que você deve saber sobre esta natureza, também os sintomas e as opções de prevenção e tratamento delas.


1. Asma


O calor e a umidade podem desencadear sintomas de asma, como tosse e falta de ar, pois a falta de movimento do ar pode prender poluentes como poeira e fungos nas vias aéreas.

Ficar fresco em meio ao calor extremo do verão é crucial na prevenção de ataques de asma. Abrigar-se em locais limpos, frescos e bem ventilados deve ajudar alguém com asma a combater o calor. Os medicamentos também precisam estar por perto, para o caso de um ataque súbito.



2. Catapora


A varicela é uma infecção viral que geralmente afeta crianças, por isso a primeira dose da vacina contra varicela deve ser administrada em crianças entre 12 e 15 meses e a segunda dose entre 4 e 6 anos.

Os sintomas iniciais da varicela incluem febre e dor de cabeça, enquanto as erupções cutâneas podem começar a aparecer uma semana após a exposição ao vírus e se transformar em bolhas que levam vários dias para cicatrizar. Como a varicela pode ser transmitida pelo contato direto com a erupção cutânea ou pela inalação de gotículas de ar, quem estiver doente deve evitar ir a áreas públicas para evitar que a infecção se espalhe.


3. Conjuntivite


Em olhos doloridos ou com conjuntivite, o revestimento externo ao redor do globo ocular e o revestimento interno da pálpebra ficam inflamados. Isso pode ser devido a uma infecção viral ou bacteriana que se desenvolve durante a estação, uma reação alérgica ou trauma. A conjuntiva - ou a cobertura da parte branca dos olhos - pode apresentar vermelhidão, com coceira perceptível e secreção ao redor dos olhos também.

A melhor e mais fácil maneira de evitar os olhos doloridos é a lavagem frequente e completa das mãos, pois isso remove as bactérias ou qualquer outra substância estranha das mãos para que não entrem no rosto ou nos olhos.


4. Gripe


Embora os vírus influenza também sejam predominantes em climas frios, eles ainda podem causar gripe de verão. Mudanças climáticas, como chuvas repentinas ou mudanças de temperatura de ambientes externos quentes para ambientes internos frios e vice-versa, podem tornar alguém suscetível a doenças respiratórias, como tosse e resfriados. Outros sintomas da gripe incluem febre, dores musculares e dor de cabeça.

Repouso na cama, medicamentos antivirais e ingestão adequada de líquidos são eficazes para aliviar os sintomas da gripe.


5. Intoxicação alimentar


As doenças transmitidas por alimentos são duas vezes mais comuns durante o verão do que em outros meses do ano, pois os alimentos estragam facilmente - graças às bactérias que prosperam em condições de clima quente. Alimentos e bebidas contaminados podem causar diarréia e vômito, o que pode levar à desidratação e, possivelmente, complicações para pessoas com problemas crônicos de saúde.


É melhor evitar comer alimentos perecíveis uma a duas horas depois de serem deixados fora da geladeira ou assim que os alimentos desenvolverem mofo ou um cheiro desagradável.


6. Hipertermia


A hipertermia é uma condição em que a temperatura do corpo se torna anormalmente alta, sinalizando que não consegue regular o calor proveniente do ambiente. A exaustão pelo calor e a insolação são emergências médicas que se enquadram na hipertermia.


Uma pessoa que sofre de hipertermia pode sentir dor de cabeça, tontura, desorientação, desmaio, suor intenso e cãibras. Evite atividades extenuantes ou sair ao ar livre no meio do dia, quando o calor do sol está no auge.


7. Sarampo


Uma condição transmitida da mesma forma que a varicela, o sarampo é outro exemplo de doença infantil que se espalha durante o verão. O vírus da rubéola causa o sarampo, com sintomas que incluem tosse seca, febre alta, coriza e olhos vermelhos.

O sarampo também pode causar complicações que variam de infecções de ouvido a pneumonia, incluindo problemas de gravidez para mulheres. A vacina tríplice viral (sarampo, caxumba e rubéola) é uma forma de dar imunidade às pessoas contra a doença.


8. Caxumba


A caxumba é uma doença infecciosa causada por um paramixovírus que se espalha pelas gotículas de saliva de uma pessoa infectada. Ele se concentra ao redor das glândulas salivares perto das orelhas, fazendo com que inchem. Esta inflamação em um ou ambos os lados da face pode causar dor ou dificuldade para mastigar ou engolir. A caxumba também pode ser acompanhada de febre, dor de cabeça e dores musculares.

Na maioria dos casos, a caxumba não evolui para uma doença grave e pode ser aliviada com a aplicação de uma compressa quente ou fria e com o uso de analgésicos. No entanto, pessoas com risco de complicações, como gestantes, devem consultar um médico especializado em doenças infecciosas.


9. Raiva


As atividades ao ar livre no verão podem aumentar os encontros casuais com animais infectados pela raiva, como gatos, cachorros e morcegos, para citar alguns, pois eles vão para áreas onde podem encontrar comida ou água. Quando alguém expõe sua pele cortada à saliva de um animal infectado ou é mordido pelo animal, o vírus da raiva pode ser transmitido aos humanos.


As medidas preventivas contra a raiva incluem a vacinação de animais domésticos e evitar a alimentação de animais silvestres. Aqueles que foram mordidos por animais raivosos devem tomar a vacina antirrábica imediatamente.


10. Condições de pele


A queimadura solar é uma condição comum da pele que ocorre quando alguém está em exposição direta e prolongada ao sol. O calor intenso pode causar queimaduras de primeiro grau com vermelhidão e descamação da pele ou queimaduras de segundo grau com bolhas.


Protetor solar com pelo menos FPS 30 é a melhor medida preventiva contra a exposição aos raios ultravioleta nocivos, enquanto banhos frios e hidratantes podem aliviar a dor ou o desconforto das queimaduras solares. Em casos graves, um exame médico pode ser necessário para tratar bolhas na pele.



Doenças Mais Comuns Durante a Temporada de Verão Messina Clinic


Dicas para um verão saudável


A chegada do verão traz mudanças sazonais que podem deixar algumas pessoas vulneráveis a certas doenças. Aqui estão algumas dicas úteis para ajudar todos a se manterem saudáveis neste verão.


  • Hidratação. Beber cerca de dois (2) a três (3) litros de água todos os dias garante que o corpo reponha os líquidos perdidos devido à transpiração abundante. Reduzir o consumo de álcool e cafeína também pode ajudar a manter alguém bem hidratado, pois essas bebidas tendem a fazer a pessoa urinar mais, esgotando ainda mais os fluidos do corpo.


  • Proteção contra o sol. Use coberturas protetoras como chapéus ou bonés e óculos de sol. Protetor solar deve ser aplicado na pele cerca de 30 minutos antes de sair de casa. Também é necessário reaplicar o produto a cada 2 (duas) horas, principalmente após nadar ou suar. Os protetores solares de amplo espectro protegem a pele contra os raios UVA e UVB, responsáveis pelo envelhecimento da pele e queimaduras solares.


  • Higiene adequada. Muitas doenças de verão são causadas por vírus que podem ser eliminados por meio de banhos regulares e lavagem das mãos. Álcool e desinfetantes para as mãos devem ser mantidos à mão ao viajar.


  • Hábitos alimentares. Os meses quentes de verão podem dar lugar a alimentos pouco saudáveis, como refrigerantes açucarados, salgadinhos prontos para consumo ou comida de rua. Uma dieta saudável para o verão inclui alimentos ricos em fibras, como grãos, frutas e vegetais, pois eles mantêm a fome sob controle e evitam que alguém coma por impulso.

  • Escolhas de estilo de vida. Dormir o suficiente e praticar exercícios de baixa intensidade ajudam a fortalecer o sistema imunológico. Se possível, fique em casa e faça atividades que valham a pena para acalmar o corpo e ficar longe do calor sufocante do lado de fora.

O verão está chegando


As altas temperaturas do verão podem trazer problemas de saúde, e ninguém quer isso. Manter-se fresco bebendo muita água, comendo de forma saudável e passando o tempo dentro de casa pode ajudar a combater o calor do verão e evitar doenças.

Entre em contato com a Messina Clinic para diagnóstico, tratamento ou gerenciamento de doenças comuns durante esta temporada. Marque um horário conosco.






bottom of page