• Cintia Casati

7 Formas de Fazer Detox Digital Sem Ficar Off-line


Você sabe quanto tempo o Brasileiro usa o smartphone por dia? Segundo o relatório do State of Mobile são 5,4 horas em média. Esse número é 30% maior do que o aferido antes da pandemia. Parece muito tempo, né? E de fato é!


Pesquisas recentes apontam que o abuso do uso de smartphones pode ser um risco para a nossa saúde mental, potencializando a perda de produtividade, de tempo e de desempenho acadêmico.

Curtidas, comentários e engajamentos nas redes sociais liberam dopamina no cérebro do usuário. A dopamina é um neurotransmissor que atua no sistema nervoso central. Ela é responsável pelo prazer e por outras funções em nosso organismo. Porém, em excesso a dopamina pode causar dependência. É muito comum entrarmos no Instagram para ver alguma mensagem rapidinho e ficarmos muito mais tempo do que o planejado. É a dopamina agindo!


Conseguimos notar também que é mais difícil fazer algumas atividades quando o celular está por perto. Algumas pessoas ficam tão ansiosas que checam o celular o tempo todo, mesmo sem receberem notificações. Para diminuir os efeitos danosos do excesso de uso de telas e de redes sociais o mais indicado é praticar um "detox digital". Ou seja, ficar um longo período de tempo sem utilizar as redes. Porém, nos dias de hoje é muito complicado ficar totalmente off-line. Pensando em te ajudar a fazer um detox digital, sem ficar completamente desconectado, separamos 7 dicas quase infalíveis!




1. Programe um tempo longe das telas ao longo do dia

Se o seu trabalho exige o uso de telas pode ser difícil ficar longe delas. Uma dica é colocar o telefone para despertar e agendar tempos para sair da frente do computador. Vá dar uma volta, tomar um café ou dar um passeio. Sem levar o celular heim!

2. Faça pausas periódicas no uso da tecnologia

Delete os aplicativos de redes sociais do seu telefone por uns dias. Quando você tem algum projeto importante para concluir, por exemplo, essa medida poderá te ajudar a concluir no prazo sem o desespero de deixar para a última hora.

3. Instale aplicativos que te mostram o tempo de uso

Ter consciência da realidade é muito importante para a mudança de hábito. Muitas vezes a gente não tem noção do tempo real que passamos conectados.

4. Desligue seu telefone em um horário específico

Tente ficar sem o celular desde a hora do jantar até o café da manhã, por exemplo. Você também pode optar por silenciar alertas, notificações e chamadas. Alguns telefones já vêm com esta opção de fábrica.

5. Ajuste as configurações do seu telefone para limitar determinados aplicativos

Que tal definir limites de uso de aplicativos? Smartphones mais modernos têm nas configurações de fábrica o Screen Time que permite agendar o tempo de inatividade de aplicativos liberando apenas chamadas telefônicas, por exemplo. Se o seu telefone não tem essa opção, você pode baixar aplicativos com esta função.

6. Crie áreas sem telefone na casa

Você pode optar por não entrar com o telefone no quarto, ter TV apenas na sala, por exemplo. O computador pode ficar restrito ao espaço do escritório ou em algum lugar fora do quarto. Jantares, almoços e encontros em família ou entre amigos a dica é restringir o uso de celulares apenas para fotos ou chamadas de emergência.

7. Considere fazer terapia

Estamos muito habituados a usar a tecnologia constantemente, muitas vezes fica difícil saber a diferença entre ter um problema ou não. Se seus comportamentos ou sentimentos em relação à tecnologia ou a determinados aplicativos e sites começarem a interferir no seu funcionamento diário, se sua autoestima está baixa ou você está lidando com ansiedade ou depressão, é hora de procurar ajuda profissional.




Posts Relacionados

Ver tudo