Conheça os Principais Tipos de Terapia de Reposição Hormonal





A Terapia de Reposição Hormonal ou Terapia de Substituição Hormonal é o uso de medicamentos para repor os níveis de estrogênio e de progesterona no organismo, de forma a aliviar os sintomas da menopausa. O objetivo desta terapia é compensar o organismo com os hormônios estrogênio e progesterona, que os ovários deixam de produzir quando a mulher entra no climatério e na menopausa por volta dos 50 anos de idade.


Tipos de terapias disponíveis


Existem dois tipos principais de terapias que podem ser indicadas pelo médico:

Terapia com estrogênios: nesta terapia são usados medicamentos contendo estrogênios como estradiol, estrone ou mestranol, por exemplo, sendo especialmente indicada para mulheres que tenham removido o útero.

Terapia com estrogênio e progesterona: nesta terapia são usados medicamentos contendo progesterona natural ou uma forma sintética de progesterona combinada com um estrogênio. Esta terapia é especialmente indicada para mulheres com útero.

O tempo total de tratamento não deveria exceder 5 anos, uma vez que este tratamento também está relacionado com alguns riscos que devem ser discutidos com o seu médico.


Quando a TRH está contraindicada


A terapia de reposição hormonal está contraindicada em algumas situações, que incluem:

· Câncer de mama;

· Câncer de endométrio;

· Porfiria;

· Lúpus eritematoso sistêmico;

· Ter tido um infarto ou AVC - acidente vascular cerebral;

· Trombose venosa profunda;

· Distúrbios da coagulação sanguínea;

· Sangramento genital de causa desconhecida.


Esta terapia deve ser sempre indicada e acompanhada pelo ginecologista, pois existe a necessidade de um acompanhamento regular e as doses devem ser ajustadas com o passar do tempo.