Recent Posts

Archive

Tags

Testosterona Alta em Mulheres: Como Identificar e Baixar este Hormônio


A mulher pode desconfiar que tem muita testosterona na corrente sanguínea quando apresenta sintomas tipicamente masculinos como a presença de pelos no rosto e voz mais grave. Estes podem surgir em qualquer fase da vida, devido a problemas de saúde ou quando a mulher está tomando algum suplemento de testosterona. Caso este aumento seja causado pela suplementação, o médico pode reduzir sua dosagem, normalizando assim a concentração de testosterona na mulher.

Qualquer aumento anormal de testosterona pode estar relacionado a alterações ovarianas como a presença de ovários policísticos ou câncer ovariano, e deve ser investigada por um ginecologista.

Sinais do excesso de testosterona na mulher

Alguns sinais que podem indicar o aumento da testosterona na mulher são:

  • Aumento de pelos corporais, inclusive no rosto e peito;

  • Ausência de menstruação ou menstruação irregular;

  • Pele oleosa e aumento da acne;

  • Abortos espontâneos;

  • Queda de cabelo semelhante a calvície dos homens;

  • Mudança na voz, ficando mais grave;

  • Diminuição da mama;

  • Aumento do clitóris;

  • Alterações da ovulação, o que pode resultar em infertilidade.

A testosterona é um hormônio que, embora seja normalmente mais alto nos homens, também é encontrada na mulher em menores quantidades. No entanto, a sua produção excessiva pode estar relacionada com a síndrome dos ovários policísticos, câncer ovariano ou hiperplasia adrenal congênita, sendo importante consultar o ginecologista para que sejam feitos exames para identificar a causa do aumento da testosterona e iniciar o tratamento adequado.

Como identificar a testosterona alta

Para confirmar que a testosterona está alta na mulher, além de observar o surgimento dos sinais indicativos, deve-se realizar um exame de sangue que aponta a quantidade total do hormônio. Os exames da testosterona podem ser:

  • 17-α-hidroxiprogesterona, que deve estar entre 20 e 172 ng/dL;

  • Testosterona total, que deve estar entre 0,2 e 1;

  • Testosterona livre, que deve estar entre 0,3 e 2,5 pg/dL;

  • SDHEA, que deve estar entre 35 e 430 mcg/dL.

No caso de haver suspeita de que o aumento dos níveis de testosterona é devido à presença de tumor no ovário, o médico pode indicar a realização de exames de imagem e a dosagem do marcador tumoral CA 125, que normalmente está alterado no câncer de ovário.

Como diminuir

O tratamento para normalizar os níveis de testosterona na mulher podem incluir a diminuição ou interrupção da suplementação de testosterona, caso a mulher esteja seguindo o tratamento recomendado pelo médico, ou pode ser feito com a suplementação de hormônios femininos como o estrogênio para equilibrar os níveis hormonais na mulher.

Uma outra opção é a pílula anticoncepcional sob recomendação médica, pois ajuda a diminuir os níveis de testosterona no sangue.

Também é possível diminuir esse hormônio de forma natural, tomando chá verde diariamente, inserindo alimentos integrais e diminuindo o consumo de carboidratos como arroz, macarrão, batata e pão branco. Fazer exercícios regularmente e diminuir o stress diário, também são importantes para regular os hormônios femininos, sem ter que recorrer a medicamentos.

Para agendar uma consulta com a ginecologista, Dra Priscilla Sodre, por favor entre em contato pelos telefones 020 7372 2497 / 079 4198 4478, ou acesse goo.gl/XtFNjY.

Fonte: Tua Saúde

  • Messina Clinic Youtube

© 2020 by Messina Clinic Ltd.