top of page
  • Foto do escritorMessina Clinic

Tudo Sobre o Câncer de Ovário


Câncer de Ovário - Messina Clinic Londres

O câncer é uma doença na qual as células anormais do corpo crescem de forma descontrolada. O câncer geralmente recebe o nome da parte do corpo onde começa, mesmo que se espalhe para outras partes do corpo posteriormente.


Entendendo a fisiologia


O câncer de ovário é um grupo de doenças que se origina nos ovários ou nas áreas relacionadas das trompas de falópio e do peritônio. As mulheres têm dois ovários localizados na pelve, um de cada lado do útero. Os ovários produzem hormônios femininos e também os óvulos para a reprodução. As mulheres têm duas trompas de falópio, que são um par de tubos longos e finos de cada lado do útero. Os óvulos passam dos ovários através das trompas de falópio para o útero. Já o peritônio é o revestimento de tecido que cobre os órgãos no abdômen.


Principais sintomas do câncer de ovário


Os sintomas do câncer de ovário incluem frequentemente (12 ou mais vezes por mês):


  • barriga inchada ou sensação de inchaço;

  • dor ou sensibilidade na barriga ou na área entre os quadris (pelve);

  • sem apetite ou sensação de saciedade rapidamente depois de comer;

  • necessidade urgente de fazer xixi ou necessidade de fazer xixi com mais frequência;

Outros sintomas de câncer de ovário podem incluir:


  • indigestão;

  • prisão de ventre ou diarreia;

  • dor nas costas;

  • sentindo-se cansada o tempo todo;

  • perder peso sem tentar;

  • sangramento da vagina após a menopausa.


Quando o câncer de ovário é encontrado em seus estágios iniciais, o tratamento funciona melhor. O câncer de ovário geralmente causa sinais e sintomas, por isso é importante prestar atenção ao seu corpo e saber o que é normal para você. Os sintomas podem ser causados por algo diferente do câncer, mas a única maneira de saber é consultar seu médico, enfermeiro ou outro profissional de saúde frequentemente.


Tratamento para câncer de ovário


O tratamento para o câncer de ovário dependerá de:

  • o tamanho e tipo de câncer de ovário que você tem;

  • onde está o câncer;

  • se ele se espalhou;

  • sua saúde geral;

  • Os principais tratamentos são cirurgia e quimioterapia. Outros tratamentos incluem medicamentos direcionados e tratamentos hormonais.


A equipe de atendimento especializado que cuida de você irá:


  • explicar os tratamentos, benefícios e efeitos colaterais;

  • trabalhar com você para criar um plano de tratamento que seja adequado para você;

  • falar com você sobre como o tratamento pode afetá-lo, por exemplo, se houver algum efeito colateral;

  • Você fará check-ups regulares durante e após qualquer tratamento.



Se tiver quaisquer sintomas ou efeitos secundários que o preocupem, fale com o seu médico. Você não precisa esperar pelo próximo check-up.

Algumas mutações (alterações nos genes) podem aumentar o risco de câncer de ovário. Mutações nos genes de suscetibilidade ao câncer de mama 1 e 2 (BRCA1 e BRCA2) e aquelas associadas à síndrome de Lynch aumentam o risco de câncer de ovário.


Os cânceres de ovário vêm em uma gama de diferentes tipos e subtipos de tumor. O tipo de tumor mais comum é o adenocarcinoma, e o subtipo mais comum é o adenocarcinoma seroso. A maioria dos adenocarcinomas serosos são tumores de alto grau (crescimento agressivo).


Não tem como saber com certeza se você terá câncer de ovário


A maioria das mulheres podem tê-lo sem estar em alto risco. No entanto, vários fatores podem aumentar o risco de câncer de ovário de uma mulher, incluindo se você:


  • É de meia-idade ou mais velhos;

  • Tem parentes próximos (como sua mãe, irmã, tia ou avó) por parte de mãe ou de pai que tiveram câncer de ovário;

  • Tem uma mutação genética (alteração) chamada BRCA1 ou BRCA2, ou uma associada à síndrome de Lynch;

  • Teve câncer de mama, útero ou colorretal (cólon);

  • Tem origem judaica do Leste Europeu ou Ashkenazi;

  • Tem endometriose (uma condição em que o tecido do revestimento do útero cresce em outras partes do corpo);

  • Nunca deu à luz ou teve problemas para engravidar;

  • Além disso, alguns estudos sugerem que as mulheres que tomam estrogênio sozinho (sem progesterona) por 10 anos ou mais podem ter um risco aumentado de câncer de ovário.


Se um ou mais desses fatores for a sua realidade, isso não significa que você terá câncer de ovário. Mas você deve falar com seu médico sobre seu risco. Se você ou sua família têm histórico de câncer de ovário, fale também com seu médico sobre isso.


O que você pode fazer para ajudar a reduzir o risco de Câncer de Ovário


Não há nenhuma maneira conhecida de prevenir o câncer de ovário, mas os pontos abaixo estão associados a uma menor chance de contrair câncer de ovário:


  • Tendo usado pílulas anticoncepcionais por cinco anos ou mais;

  • Ter feito uma ligadura de trompas (ligar as trompas), ambos os ovários removidos ou uma histerectomia (uma operação na qual o útero, e às vezes o colo do útero, é removido);

  • Ter tido bebês;

  • Amamentação. Alguns estudos sugerem que as mulheres que amamentam por um ano ou mais podem ter um risco modestamente reduzido de câncer de ovário.

Converse com seu médico sobre maneiras de reduzir o risco. Embora os pontos acima possam significar uma redução na chance de contrair câncer de ovário, eles não são a realidade para todos, e há também riscos e benefícios associados a cada um. Por exemplo, pílulas anticoncepcionais podem aumentar sua chance de contrair câncer de mama. Embora você possa reduzir seu risco, isso não significa que você não terá câncer.


Discuta seus fatores de risco com seu médico


Se você tem histórico familiar de câncer de mama ou ovário, converse com seu médico, ele poderá determinar o que isso pode significar para seu próprio risco de ter câncer. Se você tiver uma alteração genética que aumenta o risco de câncer de ovário, você pode considerar a cirurgia para remover seus ovários para prevenir o câncer. Do mesmo, faça sempre visitas regulares ao seu ginecologista e converse sobre os fatores de risco com eles.


Visão geral


  • O câncer de ovário afeta os 2 pequenos órgãos (ovários) que armazenam os óvulos necessários para fecundação;

  • Qualquer pessoa com ovário pode ter câncer de ovário, mas afeta principalmente pessoas com mais de 50 anos;

  • Às vezes, o câncer de ovário ocorre em famílias - genes;

  • Os sintomas do câncer de ovário incluem o inchaço, nem sempre são óbvios;

  • O câncer de ovário geralmente é diagnosticado tardiamente, mas o diagnóstico precoce pode significar que é mais tratável.



Informação e apoio para qualquer pessoa afetada pelo câncer.




Posts Relacionados

Ver tudo

Comentarios


bottom of page